quinta-feira, 4 de agosto de 2016

A loucura na Albânia na loucura do evangelho

[Meu amigo e companheiro de missão na Albânia, Lucas Muletaler topou compartilhar sua experiência. Se você foi pra missão essas férias ou está em missão, compartilhe conosco!]


Por Lucas Muletaler


Quando tu decides partir para horizontes distintos de seu cotidiano certamente Deus prepara experiências futuras grandiosas para sua história. A missão Albânia nasceu no coração de 18 jovens universitários em meio a reuniões e visões sobre a necessidade do evangelho num país jovem e pós-comunista (com apenas 5 igrejas e 3 milhões de habitantes). Enxergamos gradativas bênçãos divinas na medida que pisamos no escuro mesmo sem saber da existência de uma estrada para trilhar, crer em Sua presença é saber que Ele tudo pode cuidar. 

Receber o passaporte NO DIA da viagem foi uma das provas de que Seus propósitos estavam sendo executados.  No quadro de uma pintura desenhada pelos dedos perfeitos de Um Grande Mestre em doze horas de voo vimos as cores do céu e os desenhos desérticos, marinhos, montanhosos, em paisagens formidáveis criadas muito antes do pecado. Em outro quadro nossos pés sentiram a adrenalina de tocar Istambul-Turquia para uma conexão aeroportuária em dias instáveis (treze horas após um atentado matar dezenas de pessoas no Aeroporto Ataturk), e neste último quadro percebemos a necessidade de restauração da humanidade pelas mãos perfeitas do Pintor.

Já no topo do monte após vinte e duas horas entre voos e conexões "...No alto da história de um país que aprendemos a amar ouvimos os contos das guerras e das gerações que lutaram para vencer o domínio otomano por séculos e comunista por décadas, sentimos no vento do evangelho que acompanhou os passos desta missão...." cruzamos o mapa local em três diferentes regiões: 


Pogradec - Organizamos o primeiro campori nacional em parceria com a igreja local (instrução de especialidades, música, testemunhos, investidura, batismos), realizamos oficinas de treinamentos para evangelismo, teatro, música, trabalhos comunitários, etc. 

Tirana - Reconhecimento da cultura da capital albanesa, trabalho de imersão, produção de peças teatrais.. 

Fier - Visitações evangelísticas, entrega de 5 mil livros (traduzidos de português para o albanês), uma feira de saúde e uma escola de férias em um espaço aberto. Desafiador era trabalhar num lugar de cultura muçulmana onde as pessoas não esperam de você uma abordagem cristã, naqueles olhos enxergávamos a necessidade de coisas simples como um olhar atencioso e humanitário, as pessoas precisavam enxergar em nós o Cristo que víamos nas paisagens a cada deslocamento  que nos deixavam de olhos encantados por tamanha beleza e nobreza de cartões postais mágicos "... vi um contexto altamente populoso. Paisagens conhecidas pelo dedo de Deus vi pela janela de um 8 de Julho, vi o entardecer, vi poesia no alto das montanhas a olho nu, Seu abraço como uma estação de chegada a um desafio prazeroso...".


Talvez muitos perguntem o porquê de termos ido até aquele minúsculo país da península balcânica. É evidente que o evangelho transcultural atinge esferas inimagináveis e que a cosmovisão dos povos é distinta e muitas vezes não compreendida por nós brasileiros. Algumas coisas que Deus executa são apenas vividas, talvez Ele não precise de nossa capacidade, mas talvez deseje de nós apenas vontade. Jesus ensinava lições aos seus discípulos no contexto deles, nas cidades onde habitavam, na cultura que conheciam desde infância, e com paciência os moldava como alunos atentos aos seus ensinamentos. No dia de Sua partida deixou ordens a eles para que se espalhassem para as mais longínquas terras do globo. Começando pelas esquinas de seus quartos, nas curvas de suas escolas, faculdade, trabalho, partindo para os mares de seus vizinhos, as montanhas de seus colegas, e finalmente ao influente deserto além dos seus olhos. (At 1:8) Não sabemos qual é nosso deserto de influência, mas sabemos que podemos ser oásis para quem clama Água da Vida para nunca mais ter sede. Ainda que tu apenas sejas andarilho de pernas, quando confiares no Teu Deus serás viajante de asas para ganhar o destino que Ele traçar ao seu caminho. Inda que em teus percursos tenhas aflições (viagem de volta), tende paciência pois o Senhor escreve tua história com os dedos de Suas mãos.