sexta-feira, 27 de maio de 2016

UNASP e UAP


Por Rodrigo Sampaio

Já faz alguns dias que aqui foi postado um texto comparando o curso do UNASP com o do IAENE. Mas agora com o projeto de unificar ao máximo as grades em todas as Faculdades de Teologia pertencentes ao SALT (Seminário Adventista Latinoamericano de Teologia) seria interessante analisar também como funcionam algumas das outras faculdades irmãs de teologia pela América do Sul.


Neste momento eu estou no segundo ano de Teologia, sou estudante do UNASP, mas atualmente estou passando 1 semestre em um intercâmbio de Teologia na UAP (Universidad Adventista del Plata - ARG). Meu objetivo ao escrever esse texto é:

1 - De uma maneira bem simples informar como a Faculdade de Teologia aqui funciona, desde sua estrutura física até as grades curriculares; 
2 - Contar um pouco sobre o ambiente da Universidade em geral e não apenas da bolha dos teologandos, até mesmo porque não é só teoloboy que lê o blog;
3 - Compartilhar como funciona esse intercâmbio, que estou fazendo para que você também possa ter a oportunidade de vir;
4 - E responder qualquer coisa depois caso eu não tire todas as suas dúvidas e curiosidades sobre essa experiência.





1 - ESTRUTURA FÍSICA


   


Este é o prédio de Teologia aqui, notavelmente, ele é separado dos outros cursos, o que torna a imagem dos teologandos um poco deturpada aqui. Poucos tem um contato considerável com os outros cursos, o que algumas vezes os tornam os "Santos de Israel" pelos outros alunos. Até mesmo pelo fato de que eles possuem um prédio só para eles, com ótimas salas de aula e uma estrutura invejável para qualquer um. 

As salas são climatizadas, possuem uma TV LCD, mesas com tomadas e cadeiras estofadas.



PARTE ACADÊMICA

Diga-se de passagem, a parte acadêmica assim como a prática são muito fortes aqui. Professores muito bons, e um nível de exigência alto.




Horários

A primeira diferença é que aqui o curso tem duração 5 anos, ao invés de 4. E o título é de licenciatura. 
Outra diferença que notei aqui foi na questão de horários de aula, para começar, a partir do 2º ano, os alunos não têm aulas nas segundas. Achei o máximo isso, ter um fim de semana extendido e já ir me preparando pra vida pastoral como ela é (esse sim é um estágio válido haha), mas a magia acabou quando percebi que as aulas nos outros dias iam até 13:25, se todos os horários são cheios, claro. Aqui também não possui um intervalo de 15 minutos, mas sim pequenos intervalinhos de 5 minutos a cada aula. Vou explicar, funciona basicamente da seguinte maneira:

7:30 - 8:25 
8:30 - 9:25
9:30 - 10:25
10:30 - 11:25
11:30 - 12:25
12:30 - 13:25

Vou confessar que esse horário não ajuda em nada com a fome. E se bate aquela dor de barriga é bem provável que receba falta na segunda aula daqueles professores exigentes com a questão de horário e chamada.

Notas

Isso é um pouco complicado e leva um tempo para entendê-lo, mas funciona da seguinte maneira. O aluno deve ter mínimo de 80% nas notas e de presença para que aprove direto na matéria, caso contrário, se um dos dois for entre 60% e 80% (menos de 60% reprova direto na materia) o aluno é enviado a uma prova final nas férias, na qual ele deve recuperar essa nota. Entendeu?! Se não, tá tranquilo, demora um pouco. (haha)

Cultura/Capela

Aqui existe algo como como a famosa "capela" que existe no UNASP, chega a ser parecido, mas não igual. É assim, ela se chama "cultura", e funciona no 4º horário da quinta-feira, e não é toda semana que tem.




Estágios

Bom, essa parte aqui é forte. De tal maneira que um tempo livre é quase impossível.

1º ano - Práticas em Ministério Infantil e Juvenil 
Para que se aprove nessa matéria é  necessário ser investido com o lenço de líder e participar das atividades do clube de Desbravadores. 
Estágio nas escolas sabatinas infantis, devem acompanhar e se desejar ajudar as classes infantis, nas quais eles passam 3-4 Sábados em cada classe. Ex. 3-4 - Rol do Berço, 3-4 - Primários, etc. 
E também ajudar nas atividades de culto JA aqui da Universidade.

2º ano - MEP (Missão Estudantil del Plata) 
Aqui o bicho pega, todos, TODOS os Sábados os alunos devem sair a uma cidade na qual eles vão coletar estudos bíblicos batendo de porta em porta, quando já tiverem uma quantidade considerável estudos, cabe a eles agora durante esses Sábados dar os estudos bíblicos. Normalmente eles saem por volta das 7:00-8:00 da manhã e só voltam a noite, bem a noite. 
Eles também dão estudos bíblicos todas as sextas para as crianças da escola primária aqui do Colégio.

3º ano - Estágio Evangelismo
Assim como no UNASP, o segundo semestre é dedicado para as campanhas de evangelismo

4º ano - MEP
Os estágios com a MEP voltam, mas dessa vez os alunos do quarto ano são os líderes do grupo de alunos do segundo ano que sai aos sábados.

5º ano - Tese, exame geral ou residência pastoral 
No quinto ano você escolhe em fazer uma tese, ou um exame que abarca o conteúdo de todos os anos, ou uma residência pastoral durante o ano (esse já é praticamente um chamado)

UNIVERSIDADE

-É o primeiro colégio adventista da América do Sul, fundado em 1898. Fica localizado na Villa Libertador San Martín, uma cidade amistosa com muito mais opção do que fazer que o tão querido universitário.

-A UAP é o lugar certo pra você que quer ser missionário, principalmente em outro país. A diversidade cultural de alunos é imensa, os incentivos que a direção dá para a parte missionária é enorme e eles realmente te preparam para ser um missionário! 
Cada curso possui o seu Instituto de Missão (

-O que me chamou minha atenção aqui foi o fato de que a UAP possui um "país adotivo", no qual a cada ano eles mandam alunos com tudo pago pela universidade para fazer trabalho missionário lá. Dão aulas da língua do país, de capacitação e aculturalização para os interessados em ir.
Algo a se dizer também é que tudo é coordenado pelos próprios alunos, claro que têm a ajuda de professores e pastores, mas a organização e tudo mais é por conta dos alunos. Escola de Missão, até mesmo o próximo I Will Go está sendo preparado com grande influência dos alunos. É um colégio que coloca os alunos para fazer o serviço.

-Com relação a comida e acomodações, eu fico com o UNASP. Isso não quer dizer que seja horrível aqui, mas o UNASP realmente oferece uma ótima estrutura para os alunos, e uma diversidade e qualidade incomparável de comida (dê valor).

-Os cultos aqui não acontecem todos os dias, apenas sexta a noite, sábado e terça a noite.

-Com relação às saídas, elas não existem, você sai quando quer do campus, mas precisa estar de volta antes das 22:30. A presença nos cultos aqui vale como desconto para alunos adventistas na mensalidade e não para saídas. 

INTERCÂMBIO

Bom, isso que estou fazendo não é nada oficial, entretanto, é algo que querem implementar no SALT. Por esse motivo, o que tive de fazer foi trancar a minha matrícula aí no UNASP e me matricular aqui. 
O primeiro que fiz foi conferir se as matérias eram compatíveis (muitas são), para que pudesse aproveitá-las depois. Logo após isso eu entrei em contato com a Faculdade aqui para ver se me aceitariam nessa experiência; fui muito bem tratado e me receberam sem nenhum problema aqui. Atendendo tudo que eu necessitava, podendo cursar qualquer matéria que quisesse dentro deste primeiro semestre. Não tenho nada a reclamar, somente agradecer a todos responsáveis pela Faculdade de Teologia aqui.


RESUMINDO

Espero ter sanado algumas dúvidas e curiosidades, apenas algumas, porque só vindo aqui para descobrir como realmente é. Até mesmo porque como essa foi a minha visão, talvez outros pensem diferente.

Não só a terra dos queridos hermanos, mas também a Universidade é um lugar incrível que se você tiver o desejo, não pense duas vezes para vir. Los hermanos são um povo especial, receptivos também, só não tente argumentar sobre futebol com eles, são um pouco cegos para enxergar que somos melhores (hahaha). Todos te tratarão muito bem aqui, e o colégio oferece uma experiência única para a vida. Vivenciar outro ambiente, outra cultura te enriquecerá. Se você teologando, estiver interessado, venha, não apenas pelo fato de aprender outra língua, mas também por experimentar outros professores e conhecer a Igreja em outros lugares do mundo.