segunda-feira, 20 de outubro de 2014

Viajar como estilo de vida - Um novo rumo pra nossa geração




Vejo nos jovens da minha geração uma grande paixão por viajar. Talvez essa paixão por viagens seja inerente do jovem de qualquer época, mas hoje temos tido muito mais condição de explorar o mundo do que nossos pais. E tenho percebido que o viajar tem se tornado mais do que um repouso da labuta diária, mas um estilo de vida.


Suportam o trabalho por 11 meses pra acumular capital pra gastar "naquelas" férias com fotos de pratos exóticos, selfies em pontos turísticos maravilhosos, posts bem pensados pra causar inveja nos demais trabalhadores e compras e compras de eletrônicos, roupas de marca e outras benesses que o exterior proporciona. Depois voltam pra dura rotina já pensando no próximo destino. Não se descansa o corpo, não era esse o propósito.

Viajar se tornou definição de felicidade. E justamente por ser uma dose tão pequena na proporção de 11 pra 1 (ou menos) é que sempre fica um gostinho de quero mais e o ideal de vida é uma viagem sem fim.

Não há nada de errado em buscas repouso nas férias. Nosso Mestre mesmo convidou seus fatigados discípulos: “Vinde vós aqui à parte e repousai um pouco". Marcos 6:31

Mas fico imaginando se todo o potencial e disposição pra viajar que essa minha geração tem fosse bem direcionado.

Sim, o amor pelas viagens é algo excelente! A grande comissão que o Senhor Jesus nos deu foi para que viajássemos pelo mundo:

"Portanto ide, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo ensinando-os a observar todas as coisas que eu vos tenho mandado; e eis que eu estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos."
Mateus: 28:19-20

É interessante notar que esse "Ide" no original grego não está no imperativo, mas no aoristo particípio. E daí? Daí que a ênfase não está em ir, mas no fazer discípulos enquanto você vai. Enquanto você estiver indo pelo mundo, faça discípulos!

O último sinal antes do retorno de Cristo (e um dos poucos que ainda não ocorreram) é justamente a mensagem chegando no mundo inteiro:


"E este evangelho do reino será pregado no mundo inteiro, em testemunho a todas as nações, e então virá o fim."  Mateus: 24. 14


Por fim, a igreja Adventista do Sétimo Dia existe justamente para proclamar uma mensagem a todo o mundo:
"E vi outro anjo voando pelo meio do céu, e tinha um evangelho eterno para proclamar aos que habitam sobre a terra e a toda nação, e tribo, e língua, e povo. dizendo com grande voz: Temei a Deus, e dai-lhe glória; porque é chegada a hora do seu juízo; e adorai aquele que fez o céu, e a terra, e o mar, e as fontes das águas."  Apocalipse 14:6-7
O problema não está em nossa paixão por viajar. Porém temos que lembrar que tudo o que fazemos deve ter em vista a Glória de Deus. Eu vejo nessa paixão uma grande oportunidade!
"Portanto, quer comais quer bebais, ou façais, qualquer outra coisa, fazei tudo para glória de Deus" 1 Coríntios: 10:31
Não é errado buscar o prazer! Mas eu te garanto que ouvir de alguém: "Obrigado, você mudou a minha vida" te trará infinitamente mais prazer e satisfação do que milhões de likes numa foto bacana.

Por isso, que tal repensar no seu próximo destino? E se fosse algo além de uma viagem hedonista?


E se em vez de ir viajar com sua panelinha de amigos você fizesse amigos pelo caminho e contasse a eles sobre o prazer que há em Cristo Jesus?

E se em vez de torrar as suas economias de um ano todo você se disfarçasse como colportor e fosse levar saúde e esperança?

E se em vez de buscar só o seu prazer você fosse se divertir com crianças carentes numa escola cristã de férias?

Quem sabe se você fosse num projeto Calebe num lugar diferente? E se lá você comesse iguarias não preparas num restaurante mas por um morador local que está feliz com sua presença? Que sabor inigualável não terá tal prato?!

Que tal se inscrever no adventistvolunteers.org e se voluntariar pra viagem da sua vida?

Que tal nas próximas férias promover a saúde, diminuir o sofrimento de alguém e acima de tudo levar esperança a quem precisa?

Por que não usar toda a sua formação, conhecimento,  recursos e talentos pra tornar esse mundo um lugar melhor e anunciar o porvir?

Eu concluo com essas famosas palavras tão verdadeiras:
"Com tal exército de obreiros como o que poderia fornecer a nossa juventude devidamente preparada, quão depressa a mensagem de um Salvador crucificado, ressuscitado e prestes a vir poderia ser levada ao mundo todo! Quão depressa poderia vir o fim — o fim do sofrimento, tristeza e pecado! Quão depressa, em lugar desta possessão aqui, com sua mancha de pecado e dor, poderiam nossos filhos receber a sua herança onde “os justos herdarão a Terra e habitarão nela para sempre”; onde “morador nenhum dirá: Enfermo estou”, e “nunca mais se ouvirá nela voz de choro”! Salmos 37:29; Isaías 33:24; 65:19."  Educação p. 271
“Assim como o Pai Me enviou, também Eu vos envio a vós.”