domingo, 1 de junho de 2014

Teololove: Além do Mais Existe o amor

Por Yasmin Regina Lima





Ok! Eu deveria escrever sobre como conquistar um teologando e relacionar-se com ele. Como deveria me portar diante de um teologando para ser conquistada. Cheguei à conclusão de que há tantos empecilhos, tantas barreiras, rótulos, tantas fórmulas e regras que logo pensei: Qual o sentido disso tudo? Só sendo um chamado de Divino mesmo pra que isso dê certo.


Então fui para minha pesquisa de campo, buscar fontes. Desesperei-me ainda mais. Descobri que a frase certa para descrever isso tudo seria: Seja você mesmo, só não seja um teologando!
Ouvi de tudo! Histórias de amor, algumas engraçadas outras tristes, de coragem, ousadia, decepção e rejeição. Então pensei... melhor orar antes, depois escrevo...



Querido coração, a vida é tão incerta e inconstante quanto seus sentimentos, tão cheia de fórmulas e pré- conceitos. Mas hoje vim te pedir algumas coisas que talvez nos ajude a superar tudo isso.

Não deixe que o tempo passe e você sinta aquela leve sensação de que deveria ter aproveitado as oportunidades  de ser feliz e rejeitou  por medo.

Não se desespere.  O que for pra ser vai ser, não importa quão difícil pareça.

Cuidado com os corações irresolutos, e tente não se apaixonar por eles. Mas também não seja tão intolerante, pois você também já teve seus dias de confusão.

Não perca tempo odiando aqueles que te machucaram, se não conseguir também não tente demais, só vai abrir a ferida. O tempo cura tudo.



Não seja tão criterioso, suas escolhas tem pequenas chances de darem certo, e novas escolhas virão, mas nunca se esqueça que Deus está no comando.

Não conheça pessoas apenas por motivos, deixe os motivos de lado e apenas conheça pessoas.
Não dê tanta importância para o que os olhos veem, eles podem te enganar, use os outros sentidos e tudo vai fluir com mais naturalidade.

Não se sinta mal por meu corpo não concordar com o que vê no espelho, pois o que você guarda ai dentro é mais bonito que qualquer figura que a beleza possa parecer.

Ah coração, a beleza é tão atrativa não é mesmo? Não busque beleza nas pessoas, elas envelhecem e clamam na velhice que já foram belas um dia, e isso acaba aprisionando-as nas lembranças erradas.

Não tenha medo do feio, você entenderá que na vida tudo depende do ângulo a ser olhado, o objeto em si e a luz que ele recebe.

Saiba que além dos seus gostos, costumes e desejos, existem outros corações diferentes por aí. Não perca a chance de se relacionar com eles, cada coração bate diferente, mas é feito pelo mesmo Criador.

Aceite os concelhos de quem já viveu há mais tempo que você, a sua realidade pode não ser a mesma, mas ouvir e respeitar é um dom.

Não ignore a razão. Ela sabe tanto quanto você, mas não se prenda a ela. Busque o conhecimento mas não deixe que ele te torne tão arrogante ao ponto de te afastar de quem sabe menos, eles também irão aprender um dia.

Não se encha de coisas fúteis e mesquinhas, bata mais forte por amor, bondade, alegria e boas ações.
Não ame por obrigação ou contrato, apenas ame.  Ame o irmão, o pai, o filho, a fé, o cachorro, o gato, o papagaio... Só não deixe de amar.

Os planos de Deus são maiores que os seus. Sonhe, mas saiba que os momentos que Ele concede são tão grandes que não cabe nos sonhos.
 Amém.


Entendeu?! Antes de qualquer formação acadêmica, existe o amor, os planos de Deus, as surpresas da vida, e os corações que batem nela. Então antes de perguntar ao cara que curso ele faz procure saber quem ele é, do que ele gosta. Se tem cachorros, se gosta de criança, se come cebola, se tem medo de baratas (isso é muito importante), pra que time torce, se gosta de ler, cantar, se toca violão... Enfim! O resto o coração ajeita.



Yasmin é estudante do 2º ano de jornalismo,
ela detesta cebola e tem um cachorro chamado Derick